sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Raiza na Praia do Forte - Lojinha de produtos de beleza artezanais!!

Praia do Forte é para mim um lugar que remota à minha adolescência e ir lá é sempre um prazer para mim. Adoro chegar lá e andar pela Vila para descobrir se há alguma novidade. Desta vez encontrei uma nova lojinha de produtos artezanais para cuidar da nossa beleza. Uma coisinha fofa e cheirosa!!  A Raiza!! O dono disse que é o nome da filha e que é um nome de origem Russa, apesar dele não ter esta origem. Fiquei lá mais de hora escarafunchando tudo!! Adorei!

Quando vi a lojinha, de longe parecia uma banca de frutas, e qual não foi a minha surpresa quando vi que eram produtos de beleza! Uma beleza!


Loja Raisa - Praia do Forte/ Foto: Marcília Castro

 

Sabonete Xô Uruca, com arruda, alecrim e sal grosso e ainda enfeitado com uma fitinha do Bonfim! Afastará todos os males!!!

 


 

Esfoliadores de calêndula e morango! Um cheirinho delicioso! Compramos o de calêndula!! 

 

Esfoliadores de calêndula e de morango da Raiza na Praia do Forte

Sabonete de brigadeiro! Quando cheirei este, tive que sair de perto, logo, logo, pois tive vontade de mordê-lo!!




Jacaré para as crianças pequenas e para as crianças grandes!!!





Pitanga e pêra...Se você fechar os olhos, você morde!




Cheiros, visões e sensações maravilhosas...





Sais de banho que relaxam e vitalizam...




Óleos, óleos e mais óleos, para uma massagem especial!!




Sabe-se que a argila é composta de muitos minerais e que é excelente para a nossa pele!



A lama vulcânica retarda o envelhecimento da pele...



Quem se interessar, me envie uma mensagem com o contato que passo os contatos do Douglas!

Fotos: Marcília Castro

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Chapada Diamantina III - Igatu/Galeria Arte & Memória

Em meio a um caminho de pedras, de repente, uma casona linda, muito bem cuidada! Nossa! E daí em diante foi uma surpresa atrás da outra! Surpresas maravilhosas!!!

 

Entramos por uma entrada ao lado da casa, onde dizia: Galeria, e que nos levou a  um jardim cheio de esculturas...







Dentro da Galeria encontramos produtos artezanais e obras do artista Marcos Zacariades e uma exposição de uma artista argentina, a Gabriela Lavezzari!



Obras do artista Marcos Zacariades na Galeria Arte & Memória em Igatu na Chapada Diamantina

 

E aí, encontramos ao lado da Galeria, o Café! Uau!! Tudo arrumado, limpo, lindo!!



Parecia até que estávamos na Europa! Parabéns ao artista, Marcos Zacariades, por esta iniciativa tão fantástica!!




E lá encontramos esta árvore, que o fruto chama-se mucugê, que deu o nome à cidade de Mucugê, na Chapada Diamantina. Mas este não é o comestível. Existe também o mucugê comestível!



O café estava delicioso e os sequilhos então...Nossa!! Maravilhosos!!




Vejam só o capricho das louças...



Quadros da artista Gabriela Lavezzari na Galeria Arte & Memória em Igatu



Tela de Gabriela Lavezzari

Tela de Gabriela Lavezzari

Tela de Gabriela Lavezzari

Nossa! Saí de lá com uma sensação maravilhosa...Orgulho do lugar...Encantada!!



Chapada Diamantina II - Igatu

 

 

 

Chegar a Igatu é uma verdadeira e maravilhosa aventura!!! Quase chegando em Mucugê, na região de Andaraí, você vai ver uma placa sinalizando a entrada, uma entrada de terra. Daí você vai dirigir por alguns kilometros até encontrar a primeira íngreme descida, e então você desce, desce, até o encontro das montanhas lá embaixo...

 


Lá embaixo as pedras começam a aparecer por todos os lados...O calçamento das ruas são de imensas pedras e os muros também...Bem vindo a Igatu! A palavra Igatu significa água boa, na língua indígena.


Chegando ao centro você encontra uma cidadezinha limpíssima e toda pintadinha, como casinhas de presépio...Um aconchego ao coração...


 

 Do outro lado da praça mais casinhas coloridas....




E entrando em uma das ruas ali mesmo perto do centro, você vai encontrar mais pedras...Ruas de pedras, muros, igreja de pedras...



Ao lado da Igreja existe um cemitério Bizantino com todos os túmulos pintados de um branquinho alvo feito algodão...



A igreja...Imponente na sua simplicidade. Perfeita.



 

Vista do caminho, em frente à igreja, que acabamos de percorrer... 

 


Daí em diante entramos em um caminho estreito, de pedras, claro, até onde ficam as antigas ruínas das casas dos garimpeiros.

 

 

Uma casinha simples no caminho....

 


Alguns metros depois... uma casona linda e bem cuidada, para nossa surpresa!!!


E a surpresa não parou por aí... Ao lado da casa encontramos uma porta de vidro onde se lê: Galeria Arte e Mamória!! Galeria?!!!

 



E entramos percorrendo os jardins, com uma escultura aqui, outra ali e...A Galeria do artista Marcos Zacariades!!! Uma galeria muito bem cuidada, com uma exposição de uma artista argentina, a Gabriela Lavezzari!! Nossa, que bela surpresa!!



Gente, ao lado da Galeria tem um Café! É, um Café!!! O lugar é todo arrumado, com mesinhas, banheiros e internet no escritório! Servem espresso, cappuccino e sequilhos maravilhosos!! Não acreditei no que estava vendo! Parecia que eu estava na Europa!!



Depois das surpresas e do café, continuamos o caminho, descendo mais um pouco até as ruínas...



Do lado direito podemos ver algumas ruínas das antigas casas....



Lá embaixo no vale se pode ver o rio onde era feito o garimpo... 

 



Voltando deste passeio, estávamos com fome e nos indicaram este restaurante! Água Boa. Nossa! Mais uma agradável surpresa!! O lugar simples estava limpíssimo! Vimos o cardápio, chequei o banheiro! Lipíssimo! Ficamos. E nos deliciamos com uma comida simples e saborosíssima!!



A toalha estava alvíssima! A alface é cultivada nos fundos da casa com água boa que vem da nascente que fica nas montanhas perto da casa, e retirada na hora de servir, disse o Neu com muito orgulho...Um luxo!



Saí da cidade com um alento no peito! Esse Brasil tem jeito! Estamos descobrindo o caminho aos poucos, brotando das pedras!!!