quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Cantina Du Vini no Rio Vermelho!






Gente, eu adoro uma massa e foi um prazer enorme saber que seria aberta mais uma Cantina na cidade! A Cantiba Du Vini será aberta dia 05 de novembro, mas nesta segunda-feira 29, a casa foi aberta para a imprensa e convidados! A Cantina está muito aconchegante, com um ar ítalo-baiano. As cores da Itália misturadas a colher-de-pau, pilão, cestas-de-vime, réstia-de-alho, etc, deu um toque todo especial ao ambiente!




Este janelão permite que o cliente veja tudo o que acontece na cozinha! Significa que a limpeza será uma das prioridades, por isto tudo está às claras! Muito bom!

 



Quando chegamos ainda estava quase vazio, só havia pessoas na parte superior, mas depois a casa bombou!!



 

Logo depois que chegamos, nos serviram uma bruscheta deliciosa acompanhada de um espumante e água! Outro dia ouvi um chef falando na TV que quando uma pessoa bebe somente bebida alcoólica, geralmente ela fica bêbada em 2 horas, mas se ela tomar água também, ela só ficará bêbada depois de 6 horas!! Manter os clientes sóbrios é muito inteligente, além de lucrativo, claro!



Depois de algum tempo serviram o nhoque. Estava muito bom, mas o molho estava divino! Quem me conhece sabe que eu adoro um tomate, então, eu sou muito exigente no que se refere a qualquer coisa que tenha tomates!! Nota dez para o molho!!

 

 

E aqui estamos nós, alegres e faceiras, bebericando um espumante, entre uma comidinha e outra!!

Ana Paula Marques, Scheila Bulhões, Marcília Castro e Juliana Braga - Foto: Kin Kin

 

E o Felipe Almeida do blog Santa Comida, estava presente também, para acabar com o clube da Luluzinha!



Felipe Almeida, Marcília Castro e Juliana Braga - Foto: KIN KIN

 

Vejam mais fotos do evento no site do fotógrafo Kin Kin: 

http://www.bahiasocial.com.br/galeria.php?id=1019


Infelizmente, acabei ficando com uma dor de cabeça horrível e tive que abandonar os meus queridos amigos que continuaram curtindo uma ótima noite e tive que voltar para casa. Contudo, prometo que voltarei lá, em breve, e postarei aqui mais algumas delícias!!

 

Cantina Du Vini 
Travessa Bartolomeu de Gusmão, 124 (ao lado do Barthô Temaqueria)
Rio Vermelho - Salvador - Bahia

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Cacau baiano rumo a Paris - Salon du Chocolat começa nesta quarta-feira







Falta pouco para ter início o maior evento de chocolate do mundo, o Salon Du Chocolat,  realizado anualmente em Paris. Entre os dias 31 de outubro e 04  de novembro chocolatiers,  produtores, empresários e apreciadores dos derivados do cacau estarão reunidos no evento que movimenta a capital francesa levando milhares de visitantes para a cidade luz. O Brasil, que acabou de sediar uma edição na Bahia, em Salvador, é presença confirmada. No stand que representará o País, organizado pelo Instituto Cabruca e pela Associação dos Produtores de Cacau (APC), será possível saber  tudo o que há de mais novo no setor e as tendências do mercado, uma vez que o Brasil é um dos maiores produtores de cacau do mundo. As Indicações Geográficas serão o destaque do stand brasileiro, que permitirá ao visitante conhecer mais das diversas origens e do processo de produção do cacau fino no Brasil, responsável por assegurar qualidade e sabores inconfundíveis nos biomas mata atlântica e amazonas. 

Sobre a importância da participação do Brasil no evento, o  Presidente da Câmara Setorial do Cacau e do Instituto Cabruca, Durval Libânio, diz que  "é muito importante ter todos os Estados produtores de cacau do Brasil, como Espírito Santo, Bahia e Pará envolvidos com o objetivo de mostrar que  somos competitivos no mercado de cacau fino e chocolate gourmet  e que nos diferenciamos por ser o único país que tem toda a cadeia, que vai desde os produtores da amêndoa até a produção e consumo de chocolates finos”. Ele afirma, ainda, que em Paris será feito o anúncio da próxima edição do Salon na Bahia.

Diego Badaró, coordenador do evento no Brasil e proprietório da AMMA Chocolates, reforça que a presença do Brasil no evento comprova a perfomance positiva do setor perante o mundo: " Não ficamos para trás em nada, temos matéria-prima de qualidade e estamos investindo no processo para, cada vez mais, agregar valor ao produto final". Quem também compartilha dessa opinião é o Guilherme Galvão Presidente da Associação dos Produtores de Cacau do Sul da Bahia: “A Indicação Geográfica está aí para provar que nosso cacau é um produto diferenciado. Temos muito a acrescentar ao Salon ", afirma se referindo ao maior evento do gênero de todo o mundo.
Mais informações:
Instituto Cabruca: http://cabruca.org.br/
Salon du Chocolat Paris: http://www.salonduchocolat.fr




Texto divulgação
Andréia Vitório
Jornalista / Assessora de Comunicação

domingo, 28 de outubro de 2012

Inglês para Copa e Olimpíadas

Gente, recebi este livro - Inglês para Copa e Olímpíadas de Jorge Onodera, da editora CENGAGE, na semana passada e gostei muito. Sei o quanto é dificíl no nosso país encontrar pessoas que falam Inglês, e também não é fácil aprender uma língua de um dia para o outro, então, que as pessoas aprendam alguma coisa especificamente ligada ao seu trabalho, já ajuda muito. O livro é um guia para profissionais de serviço e vem com um CD para que os dialógos sejam praticados! 

Ensine um pouco de Inglês aos seus funcionários e ensine-os também a tratar bem o turista! 

 

Inglês para a Copa e Olimpíadas de Jorge Onodera - Ed. CENGAGE

Inglês para a Copa e Olimpíadas de Jorge Onodera - Ed. CENGAGE

 

Se alguém se interessar, clique na propaganda da Livraria Cultura que fica à esquerda, no início deste blog e você verá a seguinte tela:

 

 

Na área verde, escreva: Inglês para Copa e Olimpíadas e clique em ok. Aparecerá a tela com o livro. Siga então as instruções do site!

 

 

E espero que vocês façam bons negócios!



 

sábado, 27 de outubro de 2012

La Mássima Pasta Gourmet e Comer Rezando: parceria perfeita!

Pelo arriar das malas se conhece as pessoas, já dizem por aí. Como eu sou muito observadora, quando entro em algum lugar, gosto de prestar atenção aos detalhes. Eles lhe dão uma indicação do que vem pela frente. Quando entrei no La Mássima, o ambiente me agradou de cara, muito aconchegante e bem decorado! Cada detalhe mostrava a peocupação em agradar e embelezar! Bom gosto em todos os detalhes. As embalagens das massas, clássicas; os pequenos chefs enfeitando a prateleira, uma fofura; os vinhos? Alguns dos melhores do mercado! Os produtos do empório? Só marca de qualidade! E quando vi o chocolate da AMMA, concluí: a Rosana Lins entende do que é bom! E o restante da noite só confirmou a minha primeira impressão! Tudo estava muito gostoso!

Em sentido horário: 1- A Rosana Lins (proprietária); o representante do Café da Chapada, da máquina de café  e das águas; Marcília Castro (eu, rs); o representante da Vinícola Cave Antiga. 2- Água mineral Cambuquira. 3- Frank. 4- O representante do Café da Chapada. 5- As massas secas da  La Mássima. 6- Água mineral Caxambu.
 

O ambiente: agradabilíssimo!


La Mássima - ambiente aconchegante

La Mássima

 

Vejam que coisa mais fofa, os pequenos chefs, enfeitando as prateleiras das massas secas!


O empório: só produtos de qualidade!




E olhem o chocolate da AMMA aí, gente!!! AMMA, produto baiano e premiadíssimo!! Excelente escolha!!!



 

E aqui começa a nossa comilança! Quem não gosta de uma boa massa, não é? Entrada: mini bruscheta em pão ciabatta, tomate em cubo, azeite extra virgem e parmesão. Mini pizza à moda La Mássima. Hummm...Deliciosos!!! 

Degustação com prosecco Cave Antiga.



Primo prato: mini nhoque de aipim e hortelã gratinado ao molho quatro queijos! 

Degustação: vinho tinto Cave Antiga - castas: cabernet sauvignon e cabernet franc.




Prato principal natalino: rondele de peru, ricota e passas ao molho gourmet (molho pomodoro suavizado com molho bechamel).

Degustação: vinho tinto Cave Antiga Marsellan.



Sobremesa: pastel folhado de goiaba com sorvete de creme.

Degustação: água mineral Cambuquira e Caxambu.




Café: Grão da Chapada e cappuccinos feitos na máquina de café Delonghi!



E olhem aí o Felipe Almeira do blog Santa Comida, clicando tudo com o seu Iphone, com capa mais do que especial!! Uma graça!!

 




 Os blogueiros e blogueiras, falando, falando, falando...


E mais conversa, mais vinho, mais comida! Êta farra boa!

Felipe Almeida (Santa Comida), Amanda Lima (Diario Gourmet), Camila Marinho (Caminhos Trilhados)

O brinde: este encontro foi para comemorar os mais de cem mil acessos do blog Comer Rezando, da nossa querida amiga Juliana Braga! Saúde!!!


Dina Rachid (Comes e Bebes), Daniele Coni e Cristiano Moraes (Gastronomia Salvador)

A anfitriã Juliana Braga e eu.


Juliana Braga e Marcília Castro

Nossa! A comemoração foi maravilhosa! Tudo de muito bom gosto! Uma parceria perfeita: Comer Rezando e La Mássima!


sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Nordeste Gourmet Bahia 2012

A feira de negócios, a Nordeste Gourmet Bahia 2012, começou ontem, dia 25. A feira acontecerá até o dia 27 de outubro, das 14 às 22h, no estacionamento I1 do Shopping Iguatemi. Este estacionamento é o que fica próximo à loja Castro's no 3º piso e da Alameda de Serviços.

O Chef Edinho Engel, abriu o evento com um concurso entre estudantes de gastronomia. O concurso teve como jurados a Elíbia Portela, o Chef Laurent Rezzete do Z Rêsto e o Chef Caco Marinho do El Cabalito e D.O.C. Fico sempre muito feliz quando vejo pessoas como o Chef Edinho Engel incentivando a geração mais nova e promovendo eventos que trará melhoramentos para a cidade!

Chef Edinho Engel no Nordeste Gourmet Bahia 2012


Havia muitos stands de vinhos, provei vários, muito bons, no stand da Enoteca!




Ana Import



Scheila Bulhões e Vini Figueira no stand da La Pastina

Vinhos e massas representados por Scheila Bulhões


A ala mais gostosa do evento!! Bolos, doces, brigadeiros!! O Bazar do Valter expôs alguns bolos maravilhosos!!!! Este abaixo, com imagens de Gabriela e Jorge Amado, estava muito lindo e criativo!!


Bolo do Bazar do Valter

Mais uma obra de arte do Bazar do Valter!


Bolo do Bazar do Valter

A Minha Brigadeiria estava também lá com deliciosos brigadeiros e outras tentações...


Minha Brigadeiria

 

A Dolce Vila estava muito chic e com brigadeiros e docinhos muito bem decorados! Deliciosos!



Salete  Silva Cake Design

Os bolos da Salete Silva me surpreenderam!


Salete Siva Cake Design

Vejam que fofuras os bolos, em forma de livros, da Salete Silva! Nossa! Pura arte!!


Salete Silva cake Design

Quando já estava saindo me deparei com a Companhia das Conservas!! Como que eu não vi vocês aqui antes?!!!! Quase que perdi de provar umas conservas deliciosas!!! Provei a Componata e a Pasta de Tomate Seco que estavam deliciosas!! As conservas não contém conservantes, não necessitam de refrigeração, são feitas com matéria-prima fresca e rigorosamente selecionadas.


Companhia das Conservas

Gostei muito do evento, apesar de pequeno, estava tudo muito organizado e bonito, e saboroso, claro!!! Há também os cursos! Não deixem de conferir!! O Chef Leonardo Roncon do All Saints preparou lá um risotto, que com certeza devia estar maravilhoso, mas infelizmente não pude ficar para provar!!! Que peninha...


quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Gil Tortas - Tortas doces e salgadas - Delivery


Gente, outro dia provei esta torta de frango da Gil Tortas (Salvador-BA) na casa de uma amiga que estava aniversariando e achei muuuuito boa. Eles tem vários tipos de tortas para delivery. Fazem também em porções para duas pessoas, individual e para eventos. Vejam telefones mais embaixo.













segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Debate sobre Jorge Amado na Flica 2012



Jorge Amado e civilização cacaueira
são tema de debate da Flica 2012




A região cacaueira e a efervescência econômica e cultural do sul da Bahia retratadas pelas obras de Jorge Amado foram o foco de um debate na Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica). Mediada pelo ator e apresentador Jackson Costa, o debate 'Jorge Amado e os contextos de Terras do Sem Fim e Gabriela' contou com a participação da professora americana de história Mary Ann Mahony e do jornalista paulista, radicado em Itabuna há 25 anos, Daniel Thame. O fato de ambos serem “de fora” foi encarado pelo mediador da mesa, natural de Itabuna, como algo relevante para a discussão. “Às vezes, o olhar estrangeiro nos vê melhor do que a nós mesmos”, definiu. Antes do debate, a programação foi aberta, às 10h, com a entrega de kits educativos para escolas da rede municipal de Cachoeira. Os conjuntos contêm material pedagógico sobre a vida e obra de Jorge Amado e Zélia Gattai.
Os participantes começaram a discussão contando como se interessaram pelos estudos da região sul Bahia, pela temática do cacau e as obras de Jorge Amado. Após anos de estudo sobre a história da América Latina e do Brasil e aulas de português, Mary Ann contou que seu primeiro contato com o autor foi através do livro "Cacau". Já Daniel Thame disse que foi para Itabuna a trabalho para ficar apenas um ano. “Esse um ano se transformou em 25 anos. Itabuna tem esse poder de acolher as pessoas e elas não quererem sair mais. Eu conheço muita gente que chegou para ficar lá por pouco tempo e não saiu mais”, declarou.
Estórias para contar a História
Dentre os acontecimentos históricos que ajudaram a criar 'Terras do Sem Fim' , Mary Ann aponta que Jorge Amado usou o seu local de nascimento como exemplo para falar de muitos problemas que via no Brasil e na América Latina. “Jorge Amado era romancista e político. Ele usava seus romances para entrar em debates que lhe interessavam. Ele utilizava estórias para contar a História”, avaliou a historiadora.
Thame reforçou o argumento de Mary Ann ao comentar, em tom de brincadeira, que ser amigo de Jorge Amado era um certo problema pois as pessoas se viam nas histórias dele, mas não exatamente como elas gostariam. Sobre 'Gabriela', apontou o jornalista, muita gente em Ilhéus não gostou de como foi retratada pelo autor, já que a obra é aborda o comportamento da mulher e seu processo de emancipação. Houve hostilidade ao autor no período de lançamento da obra. "O livro mostra a mulher se libertando das amarras impostas na época. A sociedade em Ilhéus era muito fechada, conservadora, ao contrário de Itabuna. Até hoje lá ainda é um pouco assim, existe essa diferença”, completou. Segundo Thame, Jorge Amado só revelou publicamente que era natural de Itabuna em uma entrevista, após consagrado por suas obras. “Ele preferia dizer 'sou grapiúna das terras do cacau' ”, citou.
Relações de poder
Os participantes do debate também discutiram as relações de poder abordadas nas obras de Jorge Amado como um fiel retrato da sociedade da região cacaueira no auge do seu poder econômico. O papel e o comportamento dos coronéis foi um dos focos da discussão. “Era uma terra na qual o poder se dividia pelas terras de cacau. Quem conquistasse aquele pedaço de terra, seria o rei do cacau. Foi uma luta por poder e por dinheiro”, apontou Thame.
O jornalista também falou sobre as raízes culturais desses coronéis, a maioria deles caracterizados pelo autor baiano como homens que carregam cicatrizes nas mãos e nos pés por terem trabalhado na terra. “A primeira geração do cacau precisou trabalhar na terra. Mesmo o tropeiro que vira coronel, ele renega as raízes. É o caso de Horácio [em Terras do Sem Fim] . Quando ele vira coronel, ele se transforma em alguém tão ou mais cruel que os outros coronéis. Já a segunda e a terceira geração não precisaram ir para a terra, e isso Jorge Amado retrata no livro”.
Decadência
A efervescência cultural e literária da região estava fortemente ligada ao poder econômico, destacou Daniel Thame. Por isso, quando o império do cacau chegou ao fim, por volta do ano de 1989 com a chegada da vassoura-de-bruxa, a região foi afetada não apenas economicamente. Daniel Thame, que testemunhou o período áureo do cacau na região e também o seu declínio, fala sobre o momento: “As pessoas sabiam que a praga viria, mas ninguém sabia que a produção cairia 80%. Ninguém sabia que seria nessa proporção. As crises eram cíclicas, mas nada como aquilo. Ela foi muito devastadora, não deu tempo de se preparar”, explicou. E acrescentou: “Se Gabriel Garcia Marquez viveu para contar, Jorge Amado não viveu isso para contar essa tragédia de proporções bíblicas  que só seria transposta para a literatura em ´Vassoura´, livro que narra as tragédias pessoas e coletivas geradas pela vassoura-de-bruxa”. 
(texto Ida Sandis/G1)

sábado, 13 de outubro de 2012

Colar de licuri!



Outro dia cheguei a um encontro e encontrei  os Chefs Camila Crichigno e Alicio Charoth falando sobre licuri! Nossa, voltei no tempo! Quantos colares de licuri já devorei! Como boa sertaneja, o nome licuri sempre me chama à atenção! Adoro coco. Na minha casa anterior havia 13 coqueiros! Para vocês imaginarem o quanto eu gosto de coco, o único sorvete que gosto é o de coco verde! O da Ribeira! Pois é, não gosto muito de sorvete, como, mas não me atrai muito!

Já faz algum tempo que o licuri está em alta. Na Gula de abril de 2009, há um pequeno artigo sobre o licuri, falando da Cooperativa de Piemonte da Diamantina aqui na Bahia e na revista Prazeres da Mesa há também um  artigo falando do uso que alguns Chefs estão dando ao licuri! Um que faz uso, já há muito tempo é o Chef Beto Pimentel do restaurante Paraíso Tropical! 

Acho ótimo a valorização dos nossos produtos, e além disso, a COOPES trouxe emprego e desenvolvimento à região de Piemonte da Diamantina-BA. A cooperativa envia seus produtos para todo o Brasil, sob encomenda, feita pelo site ou pelo tel: 74-3651-0225

No link da revista Prazeres da Mesa tem umas receitas deliciosas!!

http://www.coopes.org.br

http://prazeresdamesa.uol.com.br/exibirMateria/2843/sertao-dourado

O link abaixo foi enviado pela minha querida amiga e amante do licuri e da boa comida como eu: a Eliana Arp. 

http://streamblogs.estadao.com.br/noticias/suplementos+paladar,a-joia-do-semiarido-baiano,3330,0.shtm 

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Flica em Cachoeira-Bahia!




Festa Literária Internacional de Cachoeira  
Reúne escritores do Brasil  e do Exterior

Cidade histórica do Recôncavo Baiano, Cachoeira vai respirar literatura entre os dias 17 e 21 de outubro, período em que acontece a segunda edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira, a Flica (www.flica.com.br). O evento será realizado no Conjunto do Carmo, no coração da cidade, e tem o objetivo de inserir a Bahia no roteiro das festas literárias do Brasil. Com realização da Putzgrillo! Cultura, em parceria com a Icontent/Rede Bahia, a festa será totalmente gratuita e terá ainda uma programação musical paralela às mesas literárias.
Representando o  Sul  da Bahia,  a Flica 2012 tem  como  convidado o  jornalista e escritor Daniel  Thame,  autor dos livros  “Vassoura”, “A  Mulher do Lobisomem”  e “Jorge100anosAmado – Tributo a um eterno Menino Grapiuna”, editados pela Via Literararum. Thame participa no  dia 2º,  às 10  horas,  de uma mesa redonda com o tema  “Jorge Amado e os contextos de Terras do Sem Fim e Gabriela”,  ao  lado da escritora Mary Ann Mahony (EUA).
Em 2012, os centenários dos escritores Jorge Amado e Nelson Rodrigues vão receber homenagens com mesas especiais, com destaque para a participação de Sonia Rodrigues, filha do “anjo pornográfico”. Entre os autores confirmados, estão o poeta baiano Ruy Espinheira Filho, o angolano José Eduardo Agualusa, a apresentadora e humorista Maria Paula, a filósofa gaúcha Marcia Tiburi, Javier Moro, da Espanha, e Inês Pedrosa, de Portugal.
O auditório principal do evento, localizado no Conjunto do Carmo, tem a capacidade de receber 250 pessoas e, especificamente para a Festa, será ampliado para que comporte 300 pessoas. No espaço Varanda do Sesi, localizado dentro do museu do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, onde funcionou em 2011 a Casa da Rede, irão acontecer shows musicais, além de performances artísticas.
Em 2011, o curador da Flica foi o escritor e Vice-Presidente do Conselho de Cultura da Bahia, Aurélio Schommer. Para 2012, o evento traz uma grande novidade: a curadoria compartilhada, entre três membros: o escritor Emmanuel Mirdad, o produtor cultural Alan Lobo, e o próprio Schommer. Para Mirdad, que também é produtor do evento, o festival se destaca por fazer uma conversão do fluxo turístico habitual para a Bahia, fugindo do aspecto “praiano-carnaval”, para oferecer uma opção mais cultural e também festiva, especialmente para os amantes da literatura. Além dele, participam da coordenação da Feira Marcus Ferreira, da Putzgrillo! Cultura, Alan Lobo e Aurélio Schommer, e a Icontent/Rede Bahia, parceiros do evento.
A Flica tem o patrocínio da Coelba e Governo do Estado da Bahia (através do Fazcultura, Secretaria de Cultura, Secretaria da Fazenda) e Petrobras, e apoio da FIEB/SESI e Bahiatursa, apoio institucional da Prefeitura de Cachoeira, e realização da Putzgrillo! Cultura e Icontent.
Entre os  autores presentes à Flica 2012 estão Inês Pedrosa (Portugal), Javier Moro (Madrid, Espanha), João José Reis (Bahia, Brasil), José Eduardo Agualusa (Angola), Maria Paula Fidalgo (Brasil),  Marcia Tiburi (Brasil), Ruy Espinheira Filho (Brasil) Sonia Rodrigues (Brasil) , Uzodinma Iweala (Nigéria)  e Xico Sá (Brasil).  

Texto divulgação