sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Chef Geninho traz experiência com Alex Atala e DOM São Paulo para cardápio do Bistrot Du Vin Adega, em Salvador



Chef Genival Carneiro ( Geninho)

Há tempos que a gastronomia de Salvador vem sendo destaque no cenário nacional. Seja com o sabor característico do tempero baiano ou pela originalidade das receitas. Mas além destes recursos a Bahia está importando também chef’s de cozinha. Como é o caso de Genival Carneiro (Geninho), que saiu da cidade de Conceição do Coité para ganhar a vida em São Paulo como ajudante de cozinha.
Sem apoio e sem nenhuma estrutura, Geninho trabalhou em vários restaurantes e em diversas funções. “Eu comecei lavando na pia, depois passei para outras praças como carne, peixe e degustação”. Mas a vida do Chef baiano mudou quando começou a trabalhar no restaurante D.O.M, em São Paulo, onde teve a oportunidade de trabalhar ao lado do famoso Chef Alex Atala, e conhecer o seu segredo. 

“Trabalhar no D.O.M foi uma das maiores experiências da minha vida. Ao lado do Alex eu pude aprender bastante e aprimorar minhas técnicas. Fiquei 6 anos ao lado dele e isso foi a minha faculdade. Eu costumo dizer que 6 anos com ele valem mais do que qualquer universidade” afirmou Geninho, que como bom filho a casa retorna, agora volta para Salvador para assumir o cardápio de um dos mais conceituados restaurantes da cidade, o Bistrot Du Vin Adega, localizado na Pituba, bairro nobre da capital.

Bistrot Du Vin Adega

Com uma adega climatizada e uma seleção criteriosa de mais de 3 mil vinhos, o Bistrot do Vin Adega traz conforto, luxo e simplicidade para o paladar mais exigente de Salvador. Além do ambiente requintado e da excelência no atendimento, o Bistrot pretende inovar com a chegada do Chef Geninho. Em março será lançado um novo cardápio degustação com 4 opções de pratos para os clientes e novas opções de Drinks. E tudo isso supervisionado por quem já tem tradição no ramo. Viviane Mendonça herdou a excelência de família e cuida pessoalmente de todos os detalhes do Bistrot.
Ela fala que a receita para o sucesso do restaurante é o atendimento diferenciado, que herdou do avô. “Há alguns anos este conceito era praticado pelo meu avô, Mamede Paes Mendonça, em seu restaurante. Estamos apenas seguindo seu legado” afirmou Viviane.
Legado que também foi seguido pelo Chef Geninho. Para ele, o atendimento e o ambiente podem fazer a diferença na gastronomia. “O ambiente, a decoração do prato, um bom vinho, tudo isso ajuda na experiência gastronômica. E nesses quesitos o Bistrot Du Vin Adega se destaca como um lugar único em Salvador” afirmou.
Por: Icaro Vigas
Start Comunicação

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Casa de Oxum no Pelourinho - Delícias preparadas pelo Chef Alício Charoth


O meu querido amigo, Alício Charoth, está oferecendo um Menu especial, na casa de Oxum, no Pelourinho, agora no Carnaval 2013. Se você vai ao Pelourinho, não deixem de conferir as gostosuras preparadas por estas mãos maravilhosas!! Vocês não vão se arrepender!!




Cozinha de Gerrilha POP UP Pelourinho

Descendentes das confrarias, happenings gastronômicos, supperclubs e do movimento “anti restaurant”, os “pop ups” surgem como um movimento gastronômico em amplo desenvolvimento na Europa e EUA e que apresenta uma alternativa “relâmpago”, instalações rápidas aproveitando oportunidades de espaços ou momentos.
Vamos fazer um Menu diário, Coisinhas deliciosas e Frescas para o Carnaval, com preço fixo e convidativo, var ser muito bacana e mais um desafio.

Casa Oxum

Rua Gregório de Matos 18 Pelourinho, em frente a saída da Praça Pedro Arcanjo, e ao lado da Teresa Batista.

Contatos e informações: 9133 48372 




sábado, 2 de fevereiro de 2013

Festa de Yemanjá 2013

Ontem, na festa de Yemanjá no Rio Vermelho, como sempre, havia algumas tendas de pais e mães de santo, na praia, rezando quem quisesse. E eu, que acredito na força da mãe natureza, na energia que nos circunda, não pude perder a oportunidade de receber boas energias, doadas de tão bom grado! Depois disso, continuamos andando pela praia, observando as pessoas jogarem suas flores, perfumes e outros objetos apreciados por Yemanjá, ao mar. Conversando com um aqui, outro ali, encontramos uma guia de turismo que ofereceu para tirar uma foto de nós, e que depois, me perguntou se eu era do Candomblé! Eu disse que não. Então ela olhou para o meu pescoço e disse: - O que faz este pó de pemba no seu pescoço? Rimos um pouco e eu disse: - Boas energias não fazem mal a ninguém!! Salvador é isto aí! Uma mistura de credos, cores e sabores!!!






Casa de Yemanjá

Vista do Rio Vermelho na festa de Yemanjá



Algumas oferendas são colocadas nestes pequenos barcos e são levadas até alto mar, onde são oferecidas a Yemanjá em agradecimento ou pedidos!